ARARIPINA: Inst Medianeiras da Paz planeja campanhas de doações para o Hospital de Câncer do Sertão


A construção de um hospital do câncer na cidade araripina anunciada semana passada pelo Governador Paulo Câmara já está mobilizando ações a favor da unidade por parte das Irmãs do Instituto Social Medianeiras da Paz, a diretora do Instituto, irmã Fátima Alencar, comentou sobre o assunto em uma entrevista ao programa Araripina Urgente da Rádio Arari FM com Roberto Gonçalves.


"A Covid-19 nos deixou uma aprendizagem de que é importante cuidar do povo do Araripe, no Araripe, isso nos fortalece para continuar nossa luta. Em meio à esta Pandemia, tivemos uma irmã que faleceu de câncer e mesmo com a ambulância boa que temos precisei ir a Recife para ela fazer uma biópsia, quando voltei, estive conversando com Roberta Arraes, até para pedir outras coisas, daí ela me perguntou se eu toparia, se o governador cedesse o prédio da Pousada do Araripe (antiga e tradicional pousada da cidade), para a construção de um hospital do câncer", contou Irmã Fátima.


O Hospital do Câncer do Sertão vai ser levantado com recursos de campanhas e doações, anunciados pela irmã Fátima, apenas para iniciar, o intuito é que toda sociedade e órgãos trabalhem juntos.


"Nós vamos fazer esta campanha, vamos captar recursos junto aos parlamentares, pedir emendas, ajuda a todos os organismos, a prefeitura, as outras prefeituras, secretarias de saúde, a sociedade e todo mundo, para que a gente cuide do nosso povo aqui", explicou ela.


Cerca de 600 pessoas na região ainda enfrentam a distância para tratamentos cansativos em Recife mensalmente, para Fátima é importante o maior número de adeptos, para que a unidade funcione i mais rápido que puder.


Primeiro serviço a fazer segundo ela, é a limpeza do local, e para isso precisa de doação em máquinas e mão de obra. Fátima também avisou que em seguida será feita uma campanha para blocos, cimentos, areia e todos os tipos de produtos e serviços necessários para levantar esta imensa obra, algo que para ela deve ser feito de coração, pela responsabilidade de cuidar de um povo que já vem sofrendo há anos com tratamentos dolorosos.


"Junto com a igreja católica, com as igrejas evangélicas, que fazem vários eventos para captar recursos e nos ajudam, como o evento que fizemos para o lançamento da UTI, câmara de vereadores e imprensa, precisamos nos unir para cuidar do povo, as irmãs não são partidárias, são freiras, religiosas e tem uma missão para cumprir", destacou.


Cidinha Medrado para o Blog do Roberto



13 visualizações0 comentário