Artista regional Caique Halcón lançará novo clipe gravado em Petrolina nesta quinta (1º)


“Para uns o dia 1º de abril pode ser o dia da mentira, mas acredite se quiser, eu vou lançar um clipe neste dia. Bateu a curiosidade? Clique aqui e vá para o meu canal do YouTube e confira. Já deixe o like e defina o lembrete.”


É assim que Caique Halcón, artista regional, está divulgando nas redes sociais o novo clipe da sua música Alargador, que faz parte do EP que foi lançado em 2019. No YouTube, enquanto o clipe ainda não estreou, a descrição já dá um spoiler: “Imagens gravadas em Petrolina, a Califórnia Sertaneja, Capital do Sertão, que está localizada no Vale do São Francisco, Pernambuco, Brasil”. Além disso, na imagem de exibição, ele aparece em cima de um triciclo, este que é usado em um esporte novo conhecido como Drift Trike, considerado por alguns como uma “evolução híbrida dos carrinhos de rolimã misturados com as bikes bmx”.

Como diz em seu site, Caique é “um músico de Rock alternativo, Pop punk e pós-Manguebeat, mas sempre levando os traços de influências do Rapcore, Hardcore punk, Funk Rock, Ska e toda tradição da cultura nordestina, ou seja, uma mistureba arretada!”. Suas letras sempre falam de positividade, fé, vida no sertão e até mesmo críticas à política. Com sua autenticidade nos versos, ele mostra que no Nordeste a arte continua viva. A música Alargador, que tem batidas de punk e algumas levadas do ska, fala sobre sua trajetória em aprender e procurar usar a sabedoria na caminhada. No refrão ele questiona onde achar a paz, mas traz a resposta em seguida sugerindo que Deus seja a paz e o amor. No final da música é onde faz referência ao título, quando expressa que não irá alargar o estreito, nitidamente usando os versículos 13 e 14 do capítulo 7 de Mateus como base: "Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela. Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram".


Confira a letra na íntegra: Alargador Imagino o que puder Faço só quando pensar Desejo o que é bom pra fé Não vou deixar falhar Acredito em um bom futuro e pra isso eu vou lutando Fico firme no shape que vai desenhando Os traços do estreito que vão se pregando Está fluindo no interior Vem chegando! Quero viajar nas batidas celestiais Vejo uma mão na nuvem trazendo a paz Eu quero a paz Quero viver muito mais Onde tem a paz? O Grande é a paz e o amor Irei fazer como a vida me ensinou Eu vou ser como o maestro revelou Vou aprendendo com os erros que vivi Vou crescendo com a verdade que aprendi Se eu for fazer o que é de bom Não alargo meu estreito não Se eu aceitar o que é de bom Não alargo o meu estreito não

70 visualizações0 comentário