Auxílio emergencial será prorrogado até outubro, confirma Ministro


O Governo Federal deve prorrogar o auxílio emergencial por mais três meses, segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou ao colunista Igor Gadelha do portal Metrópoles.


Na semana passada, o gestor já havia adiantado que o programa poderia ser ampliado por mais tempo. “Possivelmente nós vamos estender agora o auxilio emergencial por mais dois ou três meses, porque a pandemia está aí”, afirmou o titular da pasta no dia 8.


Dessa forma, os pagamentos, que antes se encerrariam em julho, podem seguir até outubro deste ano. Na ocasião, Guedes ainda disse que governadores afirmaram que no período de três meses a população adulta brasileira estará vacinada. Dessa forma, ele explicou que, após a renovação do auxílio, o Bolsa Família deve ser reforçado.


Conforme o Metrópoles, a decisão de prorrogar o auxílio foi fechada em uma reunião realizada na semana passada, no Palácio do Planalto, com os ministros que acompanham o tema, entre eles, Guedes, Luiz Eduardo Ramos, da Casa Civil, e Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência.


O valores do pagamento devem se manter os mesmos na nova rodada do auxílio emergencial: variando entre R$ 150 a R$ 375. A prorrogação deve ser formalizada com a publicação por meio da edição de uma medida provisório (MP) a ser publicada em breve.

17 visualizações0 comentário