Bolsonaro diz que vai vetar Fundo Eleitoral de R$ 5,7 bilhões: “Desperdício”Presidente

Presidente já havia criticado o projeto e afirma ser importante manter “harmonia com o Legislativo”_

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta 2ª feira (19.jul.2021) que irá vetar o Fundo Eleitoral de R$ 5,7 bilhões aprovado pelo Congresso na última 5ª feira (15.jul).


“O valor é astronômico. Mais R$ 6 bilhões para fazer campanha eleitoral. Imagina nas mãos do ministro Tarcísio [de Freitas, da Infraestrutura] o que poderia ser feito com esse dinheiro”, afirmou em entrevista à TV Brasil.


“No meu entender [o dinheiro], estaria sendo desperdiçado, caso fosse sancionado. E eu posso garantir para você que não será sancionado”, completou.


A cifra foi aprovada na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2022 . A norma contém a possibilidade de aumentar o fundo, usado por partidos e candidatos para fazer campanha. Os recursos destinados a esse fim podem chegar a R$ 5,7 bilhões. Em 2020 foram R$ 2 bilhões.


Os deputados Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Carla Zambelli (PSL-SP) e o senador Flavio Bolsonaro (Patriota-RJ) votaram a favor do texto. Depois, apoiaram um destaque apresentado pelo Novo para reduzir o valor. Segundo eles, sem a aprovação da LDO, o governo poderia parar.


O presidente Jair Bolsonaro afirmou que é preciso conviver em “harmonia” com o Congresso: “Nem tudo que eu apresento é aprovado, nem tudo que é aprovado pelo Legislativo eu tenho obrigação de aceitar. Mas a tendência nossa é não sancionar em respeito ao trabalhador e ao contribuinte”.


Poder 360


7 visualizações0 comentário