Chesf anuncia locais que vão ser inundados com o aumento da vazão do reservatório de Sobradinho-BA

Em Pernambuco estão incluídas Petrolina e Santa Maria da Boa Vista__

Foto: Orla Santa Maria da Boa Vista_


O aumento da vazão do reservatório de Sobradinho fez a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) divulgar pelo menos 16 pontos de atenção que devem ser impactados - com inundações - pela maior quantidade de água que será liberada pelo lago localizado na Bahia. Em Pernambuco, as ilhas localizadas em Petrolina começarão a ser inundadas com vazões acima de 3.000 m³ por segundo, incluindo o Balneário da Ilha do Rodeadouro, famoso ponto turístico daquela cidade. A Chesf alerta que mais lugares do que os citados podem ser impactados. A partir desta sexta-feira, a cachoeira de Paulo Afonso, na Bahia, voltará a ter água. No Rio São Francisco, as áreas de banho sinalizadas como impróprias devem ser evitadas, em respeito à segurança.


>> Sobradinho vai aumentar a vazão


Ainda em Pernambuco, outro ponto de atenção citado pela Chesf é o Balneário Ilha da Coroa, em Santa Maria da Boa Vista, a 604 km do Recife. Este local deve sofrer inundação com vazões acima de 3.500 metros cúbicos por segundo. Ainda em Santa Maria da Boa Vista, as Olarias também vão sofrer inundações com vazões de 4.000 m³ por segundo.

As vazões dos reservatórios de Sobradinho e Xingó começaram a aumentar nesta quarta-feira (12), acrescentando 500 metros cúbicos de água por segundo a cada 48 horas. Na quarta-feira (12), a vazão estava em 1.300 metros cúbicos por segundo. A quantidade de água liberada vai num crescendo até o dia 24 de janeiro, quando alcançará 4 mil metros cúbicos por segundo. A última vez que foi praticada uma vazão deste volume foi em 2009.


Segundo informações da Chesf, é preciso haver atenção de todos às orientações das prefeituras, das defesas civis e das placas nas áreas de segurança da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) e no entorno onde os vertedouros vão ser abertos.


Ao longo dos anos, a Chesf identificou pontos mais sensíveis à elevação de vazão em decorrência de ocupações irregulares na calha do Rio São Francisco, que deve ser mantida livre para o curso natural das águas. A Companhia já está em contato com prefeituras e defesas civis oferecendo todas as informações disponíveis.


Como os últimos 10 anos foram de estiagem no Velho Chico, a Chesf avalia que, atualmente, mais localidades devem apresentar pontos sensíveis a vazões da ordem de 2.500 a 4.000 metros cúbicos por segundo e alerta que é fundamental a avaliação das prefeituras e das defesas civis.


Confira, abaixo, alguns desses pontos identificados pela Chesf por estado.


BAHIA

Juazeiro: possui áreas sujeitas à inundação com vazões a partir de 4 mil metros cúbiocos por segundo. Destaque para o bairro do Angari, situado abaixo do dique de proteção, sujeito à inundações com vazões a partir de 3 mil m³ por segundo.

Abaré: Na captação construída abaixo do nível da cidade e sujeita a inundação com a ocorrência de vazões superiores a 4 mil metros cúbicos por segundo;

Trecho da Usina de Xingó até a Foz (Baixo São Francisco)


ALAGOAS

Piranhas: Bares construídos dentro da calha do rio sofrem inundação com 2.500 metros cúbicos por segundo;

Pão de Açúcar: Balneários sofrem inundação a partir de 3 mil metros cúbicos por segundo;

Belo Monte: Balneários sofrem inundação a partir de 4 mil metros cúbicos por segundo;

Traipu: Prainha inunda com vazões de 3.500 metros cúbicos por segundo;

São Brás: Vazões acima de 4 mil metros cúbicos por segundo causam inundações em construções próximas a calha do rio;


SERGIPE

Canindé do São Francisco: Orla sofre inundações com vazões a partir de 3 mil metros cúbicos por segundo;

Amparo do São Francisco: Balneários sofrem inundações com vazões a partir de 3 mil metros cúbicos por segundo;

Porto de Folha: Povoados próximos a calha do rio sofrem inundação com vazões a partir de 3 mil metros cúbicos por segundo;

Gararu: Balneários sofrem inundação com vazões a partir de 3 mil metros cúbicos por segundo;

Telha: Balneário apresenta inundação com vazões superiores a 2.500 metros cúbicos por segundo;

Propriá: Balneário apresenta inundação com vazões superiores a 3.500 metros cúbicos por segundo;

Santana do São Francisco: Balneário apresenta inundação com vazões superiores a 2.500 metros cúbicos por segundo.


JC ON LINE


195 visualizações0 comentário