Cisape solicitou ao Detran disponibilizar especialista para propagar o Maio Amarelo


Devido ao aumento de acidentes de trânsito na região do Araripe e Sertão Central, o presidente do Cisape (Consórcio Intermunicipal do Araripe), Ferdinando Carvalho (Nininho), solicitou ao Detran a participação do especialista em trânsito Ricardo Sampaio para propagar regionalmente, o programa ‘Maio Amarelo’ que este ano tem o tema: ‘Juntos salvamos vidas’, especialmente nas escolas. São 13 cidades em pleno desenvolvimento e com aumento significativo no tráfego.


O Maio Amarelo foi uma criação do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) é uma instituição sem fins lucrativos, dedicada a desenvolver ações que contribuam efetivamente para a diminuição dos índices de acidentes no trânsito, considerado pelo órgão, um projeto desafiador, pois seu principal objetivo é mobilizar a sociedade para o benefício de um trânsito mais seguro.


“O consorcio apoia e defende a divulgação dessas ações como um instrumento de conscientização da reponsabilidade de cada um no trânsito, que devemos zelar pela nossa vida e temos que reduzir os números de acidentes que crescem com vítimas fatais. Teremos a participação do Ricardo que é um servidor do Detran, especializado nesta área, ele que fez o alinhamento e assessoramento nestas cidades, irá transmitir seus conhecimentos”, disse Nininho.


As instituições interessas já podem agendar a participação do especialista, os eventos são voluntários, necessitando apenas de atenções básicas.


“Cada pessoa deve fazer sua parte contribuindo com sua educação no trânsito, andando com o seu comportamento positivo, e a gente precisa se juntar, então juntos salvamos vidas, porque a gente entende que é nossa obrigação e é justamente as escolas que trabalham este tema, trânsito, para que os alunos consigam criar uma percepção do que é o perigo, de andar em cima de uma moto sem capacete de segurança e atravessar uma rua sem observar os lados. Assim é a percepção do perigo do trânsito que mata 600 mil pessoas por ano”, disse Ricardo Sampaio.


Para falar com a equipe de programação é só ligar 87 9 9995 1744

4 visualizações0 comentário