“Defasagem é muito alta e atrapalha vida da população”, diz Antonio Fernando sobre Adutora do Oeste


Universalizar a água para toda a região do Araripe é desejo de conquista do deputado estadual Antônio Fernando (PSC). Abastecer todo a região com água tratada e ele vem batalhando junto aos órgãos habilitados, durante uma entrevista ao Jornalista Roberto Gonçalves do Programa Araripina Urgente, o parlamentar confirmou que comemora a abertura de uma licitação para elaboração de um anteprojeto que pode resolver o problema no Araripe, a luta é antiga e o problema ficou mais grave desde que Adutora do Oeste parou de abastecer a região, o novo projeto viabiliza uma nova adutora. "O projeto da Adutora do Oeste já tem mais de 21 anos que começou as funcionar então ela está altamente defasada e diminuiu a capacidade de abastecimento da população da região do Araripe, quando foi criada tinha a capacidade de abastecer cerca de 210 mil habitantes, naquela época, a população era bem menor e com a projeção era suficiente até o ano de 2025 para abastecer a população, só que a região teve um crescimento muito grande e acarretou que hoje temos cerca de 400 mil habitantes, a defasagem é muito alta e está realmente atrapalhando a vida da população, a Adutora do Oeste tem um prazo de vencimento, ela é feita de aço e o tempo favorece a corrosão", disse Fernando. De acordo com o deputado é importante fazer uma alternativa, como colocar uma doutora auxiliar para melhorar o abastecimento da região, pois tem cidades que ficam até 20 dias dependendo de rodízios, cidades relevantes como Araripina, Exu e Santa Filomena. "Enquanto isso nós fizemos um projeto para trazer água da transposição através do canal Norte no Ceará, fazer uma adutora com capacidade de cerca de mil litros por segundo, ligada à barragem de Negreiros, próxima à Salgueiro até o Alto do Engenheiro que é de 80 km de extensão, com a vantagem que não tem desapropriação, nem vai ter estrada porque está na margem da BR 232, até Parnamirim e de lá para Ouricuri. Com isso, a importância desse projeto, que é a melhor opção para que a região tenha novamente água disponível tanto para cidade quanto pra zona rural. A licitação já foi autorizada, e à COMPESA pode fazer os estudos, pra a implantação desta adutora, o custo pode ser de R$ 4 milhões. "Com isso, a gente pode ter mais 25 anos de água pra região, também foi autorizado a estação de tratamento de Ouricuri, a Voluntários da Pátria, com capacidade para cerca de 600 litros por segundo, para a partir de Ouricuri, toda região ser abastecida, principalmente a zona rural que hoje tem dificuldade e acabar com a questão da água bruta, passando a ter água tratada", adiantou o deputado.


Cidinha Medrado/Blog do Roberto

14 visualizações0 comentário