Em entrevista à TV Grande Rio, cantor de 16 anos Ícaro Vaqueiro falou do começo da sua carreira



O cantor Ícaro Vaqueiro tem apenas 16 anos e uma voz que vem encantando a todos, ele foi o convidado especial para o quadro de música ao vivo no programa GR1 da TV Grande Rio de Petrolina, na última sexta (28) apresentado por Vanda Torres e entrevistado pela jornalista Lucilene Santos. Natural de Santa Filomena na região do Araripe, o jovem deu seus primeiros passos na música aos 12 anos de idade, ele lembrou essa fase, quando foi incentivado por amigos e familiares como o radialista Flávio Silva, seu pai Alessandro Rodrigues, o tio Rubens Ismael e o apoio incondicional de sua mãe Jucinha. Ícaro agora, desenvolve seu trabalho em parceria com a empresa Aguasollos Tecnologias Biorgânicas da cidade de Petrolina.


O piseiro é um ritmo raiz da região e misturado com vaquejada com a voz de Ícaro ganhou destaque nas principais plataformas de músicas digitais e rádios. Em sua apresentação ele fez música ao vivo. Ao lado de alguns componentes de sua banda, cantou suas principais composições e música de trabalho. A audiência vibrou com a canção ‘Pode Postar’, que diz assim: “Não mande essas fotos e mensagens, estou cansado dessa palhaçada, você diz que está cansada e quer um novo amor, vive postando, dizendo que tá bem, mas lá no fundo tá enganando quem? Mas a verdade é que você nunca me esqueceu, e que o amor da sua vida ainda sou...”.



Ícaro está trabalhando seu novo clipe, produzido com o Estúdio Maximize do músico Gargamel, outra parte foi gravada no Parque do N9 em Petrolina. A música ‘Café Pequeno’, traz a participação do premiado e consagrado no forró, Targino Gondim, que divide com nosso vaqueiro esse super som, a presença do músico trouxe para Ícaro, momentos de muita emoção.


“Foi muito bom eu já era fã dele, já acompanhava o trabalho dele e quando eu gravei fiquei mais feliz ainda”, disse ele.


“Isso é café pequeno para quem vem da roça, as pedras do caminho eu chuto com o bico da bota. Pois quem tentar me derrubar, sempre sairá perdendo, porque a minha história é Deus que está escrevendo...” diz a música.


Segundo Ícaro, não há outro músico em sua família, se apaixonou pela música depois de ser incentivado e contou que não tinha vontade de cantar, gostava mesmo dos animais, daí quem vem a vontade de ser vaqueiro, de ficar mais perto dos cavalos, porém as parcerias foram proporcionaram outros voos.

Acesse: @icarovaqueirocantor


Cidinha Medrado/Assessoria de Imprensa

243 visualizações0 comentário