Mais de 900 agressores de mulheres são presos em PE durante operação nacional


Desde janeiro, 922 pessoas foram presas por violência contra a mulher, em Pernambuco. Os números da Operação Resguardo, deflagrada em todo o Brasil, foram divulgados nesta terça-feira (9), pela Polícia Civil. Nos 26 estados e no Distrito Federal, foram mais de 9,1 mil agressores presos, de acordo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). De acordo com a Polícia Civil, participaram da operação 2.356 policiais civis, entre agentes, escrivães e delegados, em todas as 184 cidades do estado, e no arquipélago de Fernando de Noronha. Entre os crimes investigados estão ameaças, tentativas de feminicídio, lesão corporal, descumprimentos de medidas protetivas, estupro e importunação sexual. A delegada Pollyane Farias, diretora da Diretoria Integrada Especializada da Polícia Civil (Diresp), afirmou que a operação teve o objetivo de prevenir e, principalmente, reprimir os crimes cometidos contra a mulher. “A operação foi coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e vinha se desenvolvendo desde janeiro deste ano, período durante o qual todas as ações foram trabalhadas, desde a apuração de denúncias e atendimento das mulheres vítimas, até a conclusão das investigações, apreensão de armas de fogo e prisões dos agressores”, declarou a delegada. Entre o dia 1º de janeiro e a segunda-feira (8), 14.994 vítimas foram atendidas. Ao todo, 3.922 inquéritos foram instaurados, dos quais 2.646 foram concluídos. G1 PE

0 visualização0 comentário