Novo Lockdown seria devastador para o povo de Pernambuco

Coluna do Diego Lagedo: Paira sobre Pernambuco a possibilidade do Governo do Estado prorrogar a atual quarentena por mais 10 dias. Apesar de não haver comprovação científica de que o método é adequado para conter a pandemia de Covid-19 em um país pobre e populoso como o Brasil, essa tem sido a principal estratégia do Governo de Pernambuco, e de muitos outros estados, na prevenção da disseminação do vírus. O resultado tem sido muito prejudicial para todos os setores da economia que não foram classificados como essenciais e as críticas e insatisfações se avolumam contra o governador Paulo Câmara e os prefeitos do litoral ao Sertão. Além disso, em muitas cidades já são relatados casos de desobediência civil por parte de comerciantes, que estão desesperados com a situação das suas empresas, mas o quadro pode piorar. Se o Governo de Pernambuco decretar um novo lockdown, estabelecendo restrições de locomoção com barreiras policiais e diminuindo ainda mais o rol de atividades permitidas, os resultados para a economia e a sociedade pernambucana serão catastróficos e não seria descabido prevee convulsões sociais ocorrendo em todo o estado. A única coisa que impede o Governo de Pernambuco de decretar um novo lockdown no estado é a ausência de um novo programa de socorro aos estados por parte do Governo Federal e de um novo auxílio emergencial robusto. Não fosse por isso, o governo estadual já teria cometido a insanidade de trancar todos dentro de casa. Quarentena: Informações de bastidores apontam que o anúncio da renovação da quarentena em Pernambuco pode ser feito na próxima sexta-feira (26). O assunto está em debate e dependerá da situação da pandemia no estado até a data. Há ainda uma possibilidade mais remota de um novo lockdown, mas que está inviabilizado pela ausência de auxílio federal aos estados, às emoresas às pessoas. Por fim, se a situação melhorar, o estado pode voltar à quarentena mais branda que restringia os serviço não essenciais nos finais de semana e no período da noite. Comitê: O presidente Jair Bolsonaro fez uma reunião com os presidentes da Câmara, do Senado e do STF, além de governadores e outras autoridades, para anunciar a criação de um comitê de coordenação para o combate à Covid-19, que será formado pelo presidente da República, da Câmara e do Senado, além de outras autoridades. O governador Paulo Câmara não foi convidado para o encontro.

Vacinação: O Brasil é o segundo país que mais vacinou entre as grandes nações, ficando atrás apenas dos EUA. O país também é o quinto em números absolutos em todo o mundo. O novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pretende elevar a média diária de vacinação no país para um milhão de pessoas. Atualmente, cerca de 500 mil pessoas estão sendo vacinadas por dia. Protesto: Comerciantes e comerciários do centro do Recife fizeram um protesto contra a quarentena que está sendo mantida no estado. Os manifestantes iniciaram a caminhada no bairro da Boa Vista e foram até as imediações do Palácio do Campo das Princesas, parando na barreira policial que os impediu de seguir até a frente da sede do Governo de Pernambuco.

Diego Lagedo é historiador e especialista em Gestão Pública. A sua coluna aborda temas políticos e é publicada de segunda a sábado. Foto: reprodução/Facebook

1 visualização0 comentário