Olinda Bonturi mãe do Presidente Jair Bolsonaro, de 94 anos, faleceu na madrugada desta sexta (21)



A mãe do presidente Jair Bolsonaro (PL) morreu, aos 94 anos, após duas paradas cardiorrespiratórias, na madrugada desta sexta-feira (21). As informações foram confirmadas pela prefeitura de Eldorado, cidade onde ela será velada e sepultada e que fica localizada no interior de São Paulo.


Olinda Bonturi Bolsonaro estava internada no Hospital São João, em Registro, no interior paulista, desde segunda-feira (17). Segundo informações apuradas pelo g1, Olinda apresentou sinais de desidratação e foi hospitalizada. Ela foi diagnosticada com infecção urinária e desidratação e passou a ser medicada.


Na quarta (19), a idosa apresentou melhora. No entanto, na madrugada de quinta (20), ela teve uma broncoaspiração enquanto dormia e um dos pulmões ficou comprometido. Ela passou o dia debilitada e, na madrugada desta sexta (21), Olinda teve duas paradas cardíacas e não resistiu.


A mãe do presidente será velada e sepultada em Eldorado, ainda nesta sexta-feira. Segundo apurado pelo g1, o velório está previsto para acontecer no Salão Paroquial. O sepultamento será realizado no Cemitério Municipal de Eldorado em seguida.

Um vídeo feito em 2019 mostra Olinda cantando ao lado de Bolsonaro.


Anúncio da morte

O anúncio da morte foi feito pelo presidente em suas redes sociais. "Com pesar o passamento da minha querida mãe. Que Deus a acolha em sua infinita bondade", escreveu ele no Twitter. Na mesma publicação em que anunciou a morte da mãe, Bolsonaro também afirmou que se prepara para voltar ao Brasil. O presidente cancelou viagem oficial à Guiana para ir ao enterro.


Bolsonaro viajou na manhã de quinta-feira (20) para Paramaribo, no Suriname, e chegou à cidade por volta de 12h, no horário de Brasília. Essa era a primeira parada da viagem que duraria dois dias e também incluiria a Guiana.


Homenagens

Além de Jair Bolsonaro, filhos e netos fizeram postagens de despedida de Olinda Bolsonaro. O filho do presidente e vereador Carlos Bolsonaro foi um dos primeiros a se manifestar nas redes sociais após a morte da avó: "Owwwww meu Grande Pai", escreveu ele no Twitter e no Instagram.


Eduardo Bolsonaro, deputado federal e filho do presidente, também fez uma postagem sobre o falecimento dela. "Lamentavelmente faleceu minha avó Olinda. Que Deus a receba da melhor maneira possível. Na memória momentos doces da minha infância até os mais recentes com ela e sua risada peculiar", disse ele, que também postou o mesmo vídeo com fotos da família publicado pelo pai.


Renato Bolsonaro, irmão do presidente, selecionou uma série de fotos com a mãe. Ele fez um texto emocionado, falando que gostaria de ter mais alguns minutos com a mãe e que a memória dela não será apagada.

11 visualizações0 comentário