Pesquisadora baiana lança livro sobre bolsonarismo


A pesquisadora baiana Michele Prado está lançando este ano o livro "Tempestade Ideológica". A obra desperta curiosidade porque traz um "raio-x" das ideias que guiam o bolsonarismo, vindo de uma autora que ajudou a eleger o presidente Bolsonaro ao votar nele em 2018 e se posicionar contra o petismo àquela altura.


"Negacionista, subversivo, ofensivo, populista, tudo isso é mencionado a respeito do governo Bolsonaro, mas pouco é falado sobre a genealogia das ideias que baseiam os seus principais agentes e de onde surge a inspiração que permeia o universo mental bolsonarista. É um raio x dessas ideias o objetivo do meu livro", comenta.


"Observei tudo acontecer de dentro da bolha da direita, o radicalismo crescer de forma exponencial, os pilares da Democracia Liberal sofrerem ataques sistemáticos e, diante do abismo, optei me aprofundar no assunto realizando uma ampla pesquisa que se iniciou em 2018 - logo após as eleições. Centenas de livros, artigos acadêmicos, observação atenta dos discursos nas redes sociais e o fato de ter sido não apenas espectadora mas também, em certos momentos, coadjuvante neste processo de sequestro do debate público pela Direita Radical e Extremista, auxiliaram-me a compreender com clareza o que é o Bolsonarismo", continua.


Michele Prado afirma que buscou no livro tratar do surgimento do bolsonarismo, "seus conceitos, métodos, inspirações, suas relações com outros agentes de Direita Radical da Europa e EUA, seus objetivos – que são romper com a ordem Liberal do pós-guerra, com as conquistas do Estado de Direito, proteção de minorias e a Imprensa livre – e o que é a Alt-Right (Direita Alternativa)".


Ela diz, ainda, que a pesquisa não termina neste livro. "O assunto é amplo, complexo e é preciso que nossas inclinações ideológicas não se sobreponham à verdade factual pois o fenômeno - a quarta onda de extrema-direita que ocorre - é global", conclui.

Editado pela Lux, o livro "Tempestade ideológica" é vendido pela internet. Saiba mais neste link.


Via magno Martins

8 visualizações0 comentário