Prefeito de Xexéu em Pernambuco assina decreto reconhecendo igrejas como atividade essencial



Após a publicação do decreto estadual que proibiu a realização de missas e cultos no final de semana, líderes religiosos manifestaram o descontentamento. Na manhã deste domingo (7), pastores protestaram em frente ao Tribunal de Justiça de Pernambuco. Na contramão do Governo de Pernambuco, o prefeito de Xexéu, Thiago de Miel, assinou um decreto municipal reconhecendo atividades religiosas como essenciais. O fato gerou uma inevitável comparação entre os governos municipal e estadual, gerando grande repercussão em toda Mata Sul. “Os cultos religiosos são essenciais para o fortalecimento da fé, devendo ser considerado essencial. Justamente só aos finais de semana que muitos praticantes conseguem frequentar as igrejas, pois durante a semana, muitos encontram-se impossibilitados devido aos compromissos.”, explica Thiago de Miel. “Mesmo com as restrições, ainda encontramos ônibus lotados, praias, pontos turísticos, entre outros. Então considero irrelevante as medidas apenas de finais de semana, quando durante a semana os riscos são visíveis”, finaliza o gestor.

2 visualizações0 comentário