SALGUEIRO: Alunos desenvolvem aplicativo para investigar uso da medicina natural pelos quilombolas


A iniciativa foi premiada na 6ª edição do Desafio Criativos da Escola__


Para compartilhar a importância da medicina natural, estudantes da Escola de Referência em Ensino Médio (Erem) Aura Sampaio Parente Muniz, em Salgueiro, desenvolveram o projeto IECQ: Interação Etnobotânica na Comunidade Quilombola de Conceição das Crioulas.


A iniciativa foi premiada na 6ª edição do Desafio Criativos da Escola, organizado pelo programa Criativos da Escola, do Instituto Alana.


Para o desenvolvimento de um objeto de pesquisa da Iniciação Científica Júnior, os estudantes decidiram investigar o cultivo e o uso da medicina natural pela comunidade quilombola de Conceição das Crioulas, distrito que fica a 40km da cidade.


Os alunos realizaram pesquisas e conversaram com os moradores da região para conhecerem os tipos de plantas utilizadas por eles diariamente.

Durante as conversas, os moradores contaram que têm o costume de manter o cultivo de plantas em seus quintais e alguns deles afirmaram que as utilizam para fabricar produtos naturais e gerar renda.


Os estudantes também se depararam com a dificuldade dos mais velhos em compartilhar tal conhecimento com as novas gerações.

Pensando em uma forma de solucionar esse problema, eles decidiram criar um aplicativo de celular com um jogo em formato de quiz, que abordasse sobre as plantas medicinais.

Para isso, eles organizaram um livreto e um blog com as informações adquiridas durante a pesquisa, que serviram de base para a criação do jogo.


O aplicativo teve muito sucesso entre os jovens, fazendo com que a comunidade quilombola Conceição de Crioulas fortalecesse ainda mais sua cultura e seus saberes que vêm de gerações. Como desejo para o futuro, os alunos esperam que o jogo chegue a muito mais pessoas não só no Brasil, como no resto do mundo.


Pauta de Hoje

7 visualizações0 comentário