SANTA CRUZ: cidade celebrou dia da Padroeira com oração de intercessão pelos trabalhadores da saúde


Foi um dia dedicado à Venerada Santa Cruz, dia 3 de maio. A história da cidade, conta que dois frades capuchinhos, por causa de uma febre, tiveram que se abrigar sob um pé de juazeiro, ficaram por lá por um mês. As pessoas corriam a eles para pedir ajuda espiritual e fazer celebrações como missas e sacramentos, quando foram embora deixaram no local uma grande cruz de madeira, que foi encontrada pelos vaqueiros da fazenda de José Correia, este pediu que trouxessem a cruz para a fazenda e colocou-a numa capela. A cruz passou a ser objeto de veneração da população local, que visitava a capela em busca de proteção divina. Ao seu redor começou a surgir a povoação e foi assim que surgiu a festa da Venerada Santa Cruz, que acontece sempre de 1 a 3 de maio. Além dos rituais religiosos também conta com barraquinhas de comidas típicas e bebidas, bingos, danças e muitos gente. Só que por causa da pandemia do novo coronavírus, a festa da Venerada está acontecendo mais virtualmente do que presencialmente, cumprindo decreto do governo, não pôde encher a igreja de fiéis, estes acompanharam pelo rádio ou pela internet.


O Padre José Porfírio, disse que sente a falta do povo, mas a igreja tem que ser exemplo de obediência e por isso, cumprirá sempre os protocolos de prevenção. Mas recebeu o número de pessoas que podia para celebrar, com missas, sacramentos, orações pelos profissionais de saúde no hospital, terço e orações.


“Foi uma programação especial, para o encerramento da Festa da Venerada. Que Deus abençoe a todos, neste tempo difícil de pandemia e nos cumpra com proteção divina”, disse o pároco.



Cidinha Medrado

7 visualizações0 comentário