Secretário da Defesa Social Antônio de Pádua faz balanço da Operação de Emergência Carnaval 2021


Foto: Heudes Regis/SE


Durante a coletiva online desta quarta-feira (17.02), o secretário estadual de Defesa Social, Antônio de Pádua, informou que a Operação de Emergência Sanitária Carnaval 2021, integrada pelas forças de segurança em Pernambuco, realizou 5.323 fiscalizações desde que foi desencadeada, na última sexta-feira (12.02). Por desobedecerem ou resistirem às orientações de agentes públicos, pessoas foram conduzidas para delegacias. Bares e restaurantes não abriram. Não houve Carnaval na capital e nem nas praias. Ao todo, foram empregados 1.983 postos das polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros nas operações, além de agentes das guardas municipais. O balanço contabilizou ações até às 2h da madrugada de ontem, mas o trabalho permanecerá até às 2h da madrugada desta quinta-feira (18.02).


“A população levou 421 denúncias ao nosso 190, e verificamos a redução das queixas com o passar dos dias do período carnavalesco. Agradecemos por esse apoio e aproveitamos para reforçar que a pandemia continua, assim como a presença das autoridades públicas, para fazer cumprir os decretos estaduais”, afirmou Pádua.


Ainda entre os dias 12 e 17, a Operação Emergência Sanitária fiscalizou 161 estabelecimentos em Pernambuco. Na noite do domingo (14.02), a segurança pública auxiliou o Procon nas interdições, festas clandestinas, algumas com banda ao vivo, aglomeração e pessoas circulando sem máscara foram as principais denúncias. Ao longo dos seis dias, 2.022 pessoas foram abordadas pelas equipes da segurança pública. Na maioria, para que fosse mantido o distanciamento social e o uso da máscara.



0 visualização0 comentário