Secretário-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, é exonerado


O governo federal exonerou o Secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco. A decisão, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, foi publicada no “Diário Oficial da União” desta sexta-feira (26).


Ainda não houve a nomeação de um substituto. Nesta terça-feira (23) o médico Marcelo Queiroga assumiu o comando do Ministério da Saúde em uma cerimônia discreta. A expectativa é que ele realize trocas na equipe da pasta.

Franco foi nomeado secretário-executivo do Ministério da Saúde logo após Eduardo Pazuello assumir o cargo de ministro interino da Saúde.


Anteriormente, o coronel ocupou o cargo de secretário-executivo adjunto quando Pazuello foi indicado para o cargo de secretário-executivo. Na época, Franco substituiu Carlos Alberto Andrade e Jurgielewicz no cargo.


Mudança no ministério O médico Marcelo Queiroga, que assumiu a gestão do Ministério da Saúde nesta terça-feira (23), é Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia e o quarto ministro da Saúde desde o começo da pandemia da Covid-19, há pouco mais de um ano.


Antes de Queiroga, comandaram o ministério o médico e ex-deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS); o médico Nelson Teich; e o general do Exército Eduardo Pazuello.

Em dezembro do ano passado, Queiroga foi indicado por Bolsonaro para ser um dos diretores da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A indicação não chegou a ser votada pelo Senado Federal.


Do G1


1 visualização0 comentário