STF: Pede que municípios proíbam missas e cultos durante pandemia por meio de decreto


A decisão de Luís Roberto Barroso favorável à investigação do governo na pandemia não foi a única derrota de Jair Bolsonaro no Supremo Tribunal Federal ontem. Mais cedo, o STF autorizou que estados e municípios proíbam a realização de missas e cultos presenciais durante a pandemia de covid-19 por meio de decreto. Com o voto final do presidente Luiz Fux, o placar do julgamento acabou em nove a dois contra a liberação dos templos. A maioria dos votos usou a ciência como justificativa.


Só Dias Toffoli e Nunes Marques votaram em favor da liberação.


Fernanda Negromonte/FalaPE

25 visualizações0 comentário